O Homem do croissant

Mais conhecido por meu pai faz anos... Não vale a pena alongar-me muito sobre ele porque já o fiz anteriormente, quem o conhece sabe que ele é uma pessoas excepcional, bondosa, amiga e um excelente pai e avô.
De longe mando um enorme beijo e abraço apertado...

Gosto muito de ti papá!






Obras...

Dois anos depois de termos comprado a casa e uns meses, quase um ano, depois  de termos tido uma pequena infiltração vamos finalmente mudar o chão. Reparar o pedaço que ficou danificado custava 2mil €, uma área minúscula.
Fomos pedir vários orçamentos e então vamos retirar nós o chão antigo porque é relativamente fácil e vem uma empresa colocar o chão novo. O chato é que a casa não está, nem vai ficar vazia por isso a logística é mais complicada, mas vai dar.
 Depois é só pintar o quarto da miúda, colocar tudo no sítio e montar os móveis dela que estão em caixas há meses.

Esta era uma daquelas coisas que já devíamos ter feito, antes de engravidar inclusive, mas não fizemos e eu tenho bem noção que, ou fazemos já ou não faremos tão cedo com uma criança pequena por isso já está tudo tratado e marcado!


2 anos de casa

Faz hoje 2 anos que oficialmente somos donos desta casa... Ainda há muita coisa para fazer, coisas para refazer, demorou até sentirmos esta casa como nossa, estranho mas é verdade. Agora está a surgir uma nova fase e esperamos que venham muito boas recordações e se criem novas memórias felizes entre estas quatro paredes...



As nossas perspectivas mudam...

Quando somos crianças adoramos os nossos pais, aliás adoramos sempre mas nem sempre o sentimento é o mesmo....
Quando chegamos à adolescência achamos os nossos pais chatos, injustos (segundo algum padrão mental nosso), que só nos trouxeram ao mundo para nos atormentar e chatear e que de certeza poderíamos ter tido melhores pais porque não nos percebem de todo (eu sei que por vezes pensei assim).
Depois crescemos e tornamo-nos adultos e reconhecemos que  a educação que nos deram nos levou a desenvolver a nossa personalidade, a nossa identidade, em grande parte moldaram-nos. Acabamos por perceber o motivo de todas aquelas exigências e depois, quando pensamos em ter filhos, o pensamento que nos assola, pelo menos falo por mim, é que espero conseguir fazer um trabalho tão bom quanto eles fizeram. Somos 3 irmãos, todos muito diferentes mas com os mesmos valores, pessoas determinadas, inteligentes (gaba-te cesto), bondosas, amigas, dedicadas e perseverantes (eufemismo para teimosas mas ninguém é perfeito)...



John Legend

Depois de termos adorado o concerto dele o ano passado, este ano mal os bilhetes foram postos à venda decidimos comprar.
Este ano a plateia era em pé e eu como andava com dores e ficar muito tempo em pé acabava por ser algo doloroso decidi comprar bilhetes na galeria. Ficámos no primeiro balcão e o site designava os lugares automaticamente pelos melhores lugares, sem possibilidade de escolha por isso nem fazia ideia onde íamos ficar.
Ora que ficámos mesmo quase no meio, de frente para o palco, excelentes lugares e excelente decisão em comprar lugares sentados porque as dores nas costas vão aparecendo, principalmente estando muito tempo em pé e as pernas têm inchado (ah as maravilhas do "estado de graça").


A primeira metade do concerto foi algo mais show mesmo, ao contrário do ano passado em que todo o concerto foi intimista, este ano no início foi algo com maior produção e não gostei de ser cegada pelas luzes. Ele continua a ter uma fantástica voz, as 3 cantoras que foram para o coro e os músicos eram também fantásticos.

Concerto de qualidade, com uma voz espectacular e em que até chorei com algumas músicas, porque as hormonas são lixadas ahahahah...

Percentil 95 e creches

A Bia está no percentil 95, cabeça está ligeiramente maior que a média, fémur também mas o perímetro abdominal está grande.

O que quer isto dizer? Talvez nada. É difícil fazer medições precisas, muitas vezes o erro é grande por isso daqui a 3 semanas faremos nova ecografia para ver como está. Eu e a minha irmã nascemos no percentil 90. Tendo eu diabetes gestacionais (pelo menos o teste de glucose deu que sim, as medições diárias estão em valores normais de uma pessoa normal) há risco para ter um bebé maior, bebé maior, possivelmente maiores complicações.

Não é certo como o destino que algo corra mal ou que de facto ela seja um elefantezinho mas há que monitorar porque, se de facto ela continuar a parecer grande, não se poderá esperar pelas 42 semanas e caso ela não queira sair induz-se o mais perto possível das 40 semanas...

Quanto a creches andamos a ver, apaixonámo-nos por uma que é bem mais cara do que outra que fomos ver mas as condições são qualquer coisa de fantástico... Ainda vamos ver pelo menos mais 1, talvez 2. Ter um filho é caro e temos de fazer as contas para ver o que é razoável. Temos tido algumas contas extra que não virão todos os meses mas temos de contar com alguns imprevistos...


Sobre ontem...

Em Portugal elege-se alguém que foi condenado a sete anos de prisão efectiva por crimes de corrupção passiva para acto ilícito, abuso de poder, branqueamento de capitais e fraude fiscal.
Em Portugal a abstenção situa-se na ordem dos 45%.

Em Espanha espanca-se a população por querer votar, impede-se que se exerça o direito de voto, fecham-se tribunas. independentemente de o Tribunal Constitucional ter decretado que o referendo era ilegal há coisas que não se fazem nomeadamente espancar pessoas só porque sim deixando mais de 800 feridos!

É triste, ambos os casos são tristes. Cada pessoa vota em quem quer mas votar em alguém que foi condenado efectivamente ou não votar de todo é terrível principalmente quando temos uma parte de Espanha que quer votar e se vê no meio de confrontos gravíssimos...


Fim-de-semana em Breda

Num dos poucos fins-de-semana que o Ricardo teve livres aproveitámos para ir espreitar uma cidade ainda desconhecida. Fomos a Breda e ficámos hospedados no Hotel Nassau Breda (autograph collection da cadeia Marriott), este hotel foi construído dentro de uma antiga capela e mosteiro de Breda e esses apontamentos estão visíveis por todo o lado. A sala de pequeno-almoço é dentro da capela, onde se posicionavam os membros do coro, tem um varandim para a galeria/nave central (3a foto), é uma excelente maneira de começar o dia, apesar do pequeno-almoço não ser nada do outro mundo, gostei bastante.
Os quartos têm uma decoração simples mas são confortáveis, claro que se forem para as suites é diferente principalmente a suite panorâmica.

A cidade é pequena e diversos edifícios históricos, como igrejas, mosteiros e afins, são usados para fins comerciais ou habitacionais. É uma maneira de manter as fachadas sem ser necessário investimento de dinheiro público, havia um bloco de apartamentos de luxo a ser construído numa igreja por exemplo.

Jantámos no restaurante do hotel porque o chef trabalhou em diversos restaurantes de renome e tinha uma elevada expectativa. O valor não foi exorbitante mas a comida decepcionou, falta de sabor/condimento, molhos que não enalteciam em nada os pratos, sobremesa demasiado doce e enjoativa. Apesar de tudo nada retira a frescura e qualidade dos ingredientes.

Gostei da cidade, pequena, bonita como todas as cidades antigas da Holanda e valeu bem a pena o passeio.





Doula, sim ou não?

Tudo num parto é muito pessoal. A presença de uma terceira pessoa na sala é algo mesmo muito pessoal.
Hoje uma colega perguntou se vou ter um Doula, a minha resposta é não. Vou fazer um curso de preparação para o parto com o Ricardo cujo objectivo é aprendermos sobre o parto e o que pode ele fazer para ser uma ajuda nesse processo.
Outro motivo é que quero o mínimo de pessoas no quarto, acho que no hospital terei apoio suficiente, do que tenho ouvido a intervenção médica é apenas a necessária.

Prefiro investir esse dinheiro que gastaria a mais em preservar células estaminais, mas neste caso, como em qualquer outro que diga respeito a uma gravidez ou opções de educação (quando se coloca o bem estar da criança em primeiro lugar) não tem nenhuma resposta correcta. Cada pessoa faz como acha melhor, aqui é muito comum ter uma Doula mas pouco comum recolher células estaminais por exemplo.

Cada um sabe de si e quanto à pessoa que me perguntou eu dei a minha resposta dizendo sempre que ela tem de fazer o que achar bem para ela e se a fizer sentir mais calma ter lá um Doula acho que o deve fazer.


Ele adora gozar comigo

Isto da parentalidade é muito engraçado e o Ricardo adora provocar-me, porque quando pessoas me dizem coisas sexistas activa-se o meu bipass cérebro-boca e o filtro é deixado de fora e digo coisas que, se calhar, devia pensar antes de dizer.

No outro dia dizia ele "Ainda bem que vamos ter uma menina, assim podes ensiná-la a dobrar a roupa" o mesmo sobre passar a ferro ou limpar a casa poderia ter sido dito.
Antigamente a minha reacção para com ele depois da fúria seria:



Hoje em dia é mais:


Porque independentemente do género vou ensinar os meus filhos a ajudar nas tarefas domésticas sejam elas quais forem, de passar a ferro a lavar roupa e a limpar.

Tenho de me ir preparando porque ele vai continuar a dizer estas barbaridades e eu vou ter de respirar fundo para não o mandar ir passear, porque às vezes, mas só raramente, eu tenho quase a certeza que ele está no gozo mas a cara dele convicta do que diz faz-me ficar na dúvida....